Dólar Hoje

Comercial

R$

Serve de base para todas as outras cotações: é utilizado para a maioria das transações comerciais internacionais.

Turismo

R$

Utilizado nas negociações entre bancos e pessoas físicas: é o valor que precisa ficar atento quando for viajar.

Comercial

R$

Serve de base para todas as outras cotações: é utilizado para a maioria das transações comerciais internacionais.

Turismo

R$

Utilizado nas negociações entre bancos e pessoas físicas: é o valor que precisa ficar atento quando for viajar.

O dólar vai subir ou vai cair? Descubra e invista
O dólar vai subir ou cair nos próximos dias?
Veja análise
acesse agora

Conversor de moedas

R$ 1
=
R$ 1

Veja como converter dólar em real

Cada moeda do mundo tem um determinado valor, o que chamamos de taxa de câmbio. Essa taxa varia de acordo com as flutuações do mercado. Ou seja, a oferta e a demanda pela moeda no mundo fazem com que ela se valorize ou perca valor.

Por padrão, a taxa de câmbio das moedas é expressa pela relação com a moeda americana. Então, quando queremos saber quanto vale o real, esse número vem sempre comparado ao dólar: hoje o dólar comercial está cotado em -. Veja abaixo:

Dólar comercial (US$) Real (R$)
US$ 1 (um dólar)
US$ 2 (dois dólares)
US$ 5 (cinco dólares)
US$ 10 (dez dólares)
US$ 25 (vinte e cinco dólares)
US$ 50 (cinquenta dólares)
US$ 100 (cem dólares)
US$ 500 (quinhentos dólares)
US$ 1.000 (mil dólares)
US$ 10.000 (dez mil dólares)

Um ponto a ressaltar é que o dólar é uma das moedas mais importantes do mundo e a sua cotação tem influência direta em nosso cotidiano. Quando essa moeda fica mais cara, sofremos o impacto em muitos produtos e serviços do dia a dia, como a gasolina, carne, o café e até mesmo o pão. Isso por dois motivos básicos:

  • Muitas matérias-primas são importadas e precificadas em dólar.
  • A exportação dos produtos nacionais fica mais vantajosa, e por isso os produtores cobram mais caro para manter a mercadoria no país.

Por ser uma moeda de importância global, ela também atrai a atenção de investidores que buscam lucrar com a oscilação da moeda. Mas isso não ocorre comprando notas de dólar e esperando que elas se valorizem.

Os investimentos em dólar acontecem, em sua maioria, de forma organizada, dentro da Bolsa de Valores e semelhante ao investimento em ações. Esse tipo de investimento oferece excelentes oportunidades, especialmente para quem busca opções de investimento mais agressivas e rentáveis no curto prazo.

É possível ganhar com a alta do dólar?
Saiba como funciona.

Sobre o dólar

O dólar (USD) é a moeda oficial de uma das maiores potências do mundo, os Estados Unidos e, também, a mais utilizada globalmente. Ele é emitido pelo FED - Reserva Federal dos Estados Unidos, instituição que funciona como o Banco Central no Brasil.

O símbolo do dólar é US$, muitas vezes representado apenas por $, e suas divisões incluem 6 notas (US$1, US$5, US$10, US$20, US$50, US$100) e 6 moedas:

US$ 0,01

1 penny ou 1 cent(1 centavo)

US$ 0,05

1 nickel ou 5 cents (5 centavos)

US$ 0,10

1 dime ou 10 cents (10 centavos)

US$ 0,25

1 quarter ou 25 cents (25 centavos)

US$ 0,50

1 half-dollar ou 50 cents (50 centavos)

US$ 1,00

1 dollar

US$ 0,01

1 penny ou 1 cent(1 centavo)

US$ 0,05

1 nickel ou 5 cents (5 centavos)

US$ 0,10

1 dime ou 10 cents (10 centavos)

US$ 0,25

1 quarter ou 25 cents (25 centavos)

US$ 0,50

1 half-dollar ou 50 cents (50 centavos)

US$ 1,00

1 dollar

Existem 3 tipos de dólar muito conhecidos e cada um deles possui uma definição e uma cotação diferente:

  • Dólar comercial - usado em negociações entre bancos, instituições financeiras e empresas.
  • Dólar turismo - usado em negociações entre bancos e pessoas físicas que queiram viajar ou comprar fora do país.
  • Dólar paralelo - usado em negociações não autorizadas entre pessoas e empresas.

Além dos tipos de dólar listados acima, existe uma taxa muito utilizada em contratos de câmbio chamada Ptax.

Dólar Ptax - é a taxa de câmbio divulgada pelo Banco Central durante o dia, seu cálculo consiste na média aritmética das taxas de compra e venda das consultas realizadas diariamente.

Onde o dólar é aceito?

Fora os EUA, alguns outros países têm o dólar como sua moeda oficial, além de possuir ampla aceitação em diversos outros. Então, para muitos destinos, não é necessário trocar dinheiro pela moeda local, basta comprar dólares, o que é bem mais fácil.

Em certos locais, por sua vez, a moeda oficial é equiparada ao dólar. Isto significa que elas têm seu câmbio sempre ligado a ele, seja com a mesma cotação, metade dela ou qualquer outra fração.

O dólar é usado como moeda oficial em: Estados Unidos, Equador, El Salvador, Estados Federados da Micronésia, Ilhas Virgens Britânicas, Ilhas Marshall, Ilhas Turcas e Caicos, Porto Rico, Palau, Timor-Leste, Zimbabwe.

O dólar é equiparado em: Bahamas, Belize, Panamá.

O dólar é amplamente aceito em: Barbados, Camboja, Curaçao, Ilhas Cayman, Nicarágua, Saint Martin, Saint Kitts e Nevis, Vietnã.

Se você tem o sonho de viajar para fora do país, ter um bom planejamento é essencial, e o primeiro passo é estar à frente das variações da cotação dessa moeda. Saber se o dólar está subindo ou caindo pode ser um bom indício de quando comprar a moeda para sua viagem.

Uma forma de fazer isso é acompanhando as análises de tendência para a moeda. Na Toro, você pode ver a tendência do dólar e até mesmo acompanhar quando é recomendada a compra ou a venda da moeda.

Acompanhe as oscilações do dólar e saiba quando comprar Veja análise


Por que o mundo gira em torno do dólar?

Todo mundo sabe que a moeda americana tem importância mundial, mas quem disse que o dólar deveria ser a moeda referência para todos os outros países? Como isso tudo começou?

Para garantir a estabilidade econômica mundial, as instituições financeiras precisavam de uma moeda padrão para que suas negociações comerciais respeitassem um preço fixo. Assim, nenhum país poderia alterar sua taxa de câmbio para aumentar a exportação ou reverter o déficit comercial.

Dólar americano: a única moeda de referência mundial da história.

Até meados da Primeira Guerra Mundial, o padrão adotado era o ouro. Então cada país adotava uma taxa fixa da sua moeda em relação a ele.

Na primeira metade do século XX, o padrão ouro já tinha fracassado e precisava ser substituído por uma nova referência para a taxa de câmbio fixa. Foi definido que a melhor estratégia era basear essa taxa em uma moeda forte, de um país consolidado e capaz de reger esse sistema.

Na época, os Estados Unidos já eram a maior potência mundial, por isso, foi adotado o dólar como o novo padrão de referência para as negociações comerciais.

É por isso que o dólar hoje é a moeda mais importante do mundo e influencia, direta ou indiretamente, o nosso cotidiano. Aprender sobre o mercado é muito importante para evitar surpresas desagradáveis no seu planejamento financeiro, como a alta dos preços de produtos cotados em dólar ou do orçamento da sua viagem.

Quando o valor dessa moeda sobe ou desce, você tem duas opções: sofrer os impactos no seu bolso, ou aproveitar as oscilações com inteligência e lucrar com as oportunidades que surgem.

Não seja refém das flutuações do mercado, use-as a seu favor.

Saiba como

Dólar comercial

Veja a cotação de hoje

Estamos acostumados a escutar nos noticiários que o dólar subiu ou caiu, não é mesmo? O valor que vimos em notícias como essa é, normalmente, o valor da cotação do dólar comercial.

Veja abaixo o gráfico com a cotação do dólar comercial hoje:


É bem simples entender o que esses números representam. Diariamente, ocorrem incontáveis negociações e transações de importação e exportação pelo mundo. Diversas movimentações financeiras criam uma grande rede entre países e nações.

Para firmar essas compras e vendas internacionais, o mercado utiliza a cotação do dólar comercial como a oficial. Mas por que esse valor varia durante o dia?

Como o dólar é a moeda mais utilizada no mundo, seus estoques variam a todo momento. Como outras mercadorias, seu valor flutua de acordo com a oferta e a demanda.

Aqui no Brasil e em outros países, por outro lado, esse valor não flutua livremente. O nosso Banco Central, por exemplo, utiliza ferramentas para aumentar ou diminuir a oferta da moeda na nossa economia, alterando assim seu valor frente ao Real.

Ainda assim, o valor do dólar oscila fortemente ao longo do dia, e essas oscilações são vistas por investidores experientes como excelentes oportunidades de investimento a curtíssimo prazo, comprando contratos da moeda na Bolsa de Valores e vendendo poucos minutos ou horas depois.

Veja como aproveitar a oscilação do dólar.
Invista nessa estratégia

Dólar turismo

Veja a cotação atualizada

Quando uma viagem para fora do Brasil se aproxima, é comum começar a pensar em comprar seus dólares. Mas quando você chega a um banco ou a uma casa de câmbio, se depara com uma cotação diferente daquela que vemos no jornal (normalmente mais alta).

A cotação que essas instituições utilizam é conhecida como dólar turismo. É bem simples entender o porquê dessa diferença: para realizar a compra do papel-moeda, isto é, para sair com a nota na carteira, ela precisou passar por várias etapas até chegar à sua mão, e cada uma com seu custo.

Essa nota foi emitida nos Estados Unidos, transportada até o Brasil, armazenada, devidamente segurada e catalogada. Só após isso tudo ela está disponível para venda.

Por esse motivo, a cotação do dólar turismo é um pouco mais alta: ela abrange toda a logística para a venda da moeda.

Além de todo esse longo processo, a instituição financeira coloca sua própria margem de lucro. A soma de todos esses acréscimos resulta no valor que encontramos nas casas de câmbio.

É por isso que essa cotação se difere da comercial. Como cada casa de câmbio tem autonomia para determinar a sua própria margem, é possível que esse valor tenha diferenças de cidade para cidade e de instituição para instituição.

Hoje, o valor médio da cotação do dólar turismo no Brasil está em -. Tenha esse valor como base para determinar se a cotação da casa de câmbio de sua escolha está adequado.

Veja abaixo o gráfico com a cotação do dólar turismo hoje:


Como comprar e vender dólar?

É bem comum aparecer algumas dúvidas no momento de programar uma viagem. Além da mala e das passagens, o câmbio se torna uma pauta importante a ser decidida.

O que compensa mais? Comprar a moeda estrangeira aqui ou levar apenas um cartão de crédito? Deixar para comprar lá ou levar um cartão pré-pago? São muitas opções, mas lembre-se: nunca opte por apenas uma delas. Incidentes acontecem e é sempre bom ter um plano B.

Normalmente, comprar a moeda estrangeira em espécie e levar para a viagem fica mais em conta, principalmente para países que aceitam o dólar, euro ou libra.

O imposto cobrado será menor do que o de compras no cartão de crédito e a taxa de câmbio será melhor do que comprar a moeda lá fora.

Cada caso é um caso, mas levar reais daqui esperando achar boas taxas no exterior normalmente não é uma boa ideia. A nossa moeda, por ser fraca frente ao dólar e ao euro, não possui grande valor fora do Brasil.

Seja qual for a sua escolha, é fundamental se planejar antes de comprar moedas estrangeiras e acompanhar de perto as tendências. Dessa forma, você pode evitar sustos e despesas adicionais em suas férias.

Uma boa maneira de acompanhar as tendências do dólar é seguir as análises e previsões do mercado financeiro. Investidores e analistas seguem as flutuações da moeda durante todo o dia e, por isso, conseguem entender como seu preço normalmente varia.

Saiba como ficar de olho nas tendência do dólar.

Veja como

IOF sobre o dólar: o que é e quanto pagar?

Quando você vai comprar moedas estrangeiras, ou quando chega a fatura do cartão com compras realizadas fora do Brasil, é comum ver a sigla IOF, ou Imposto sobre Operações Financeiras.

Esse imposto é aplicado sempre que você realiza operações internacionais, e o seu valor é descontado na fonte. Veja abaixo a tabela com cada alíquota deste imposto:

Alíquota de IOF para: IOF
Comprar Papel-Moeda (Espécie) 1,10%
Vender Papel-Moeda (Espécie) 0,38%
Comprar Cartão Pré-Pago (VTM) 6,38%
Vender Cartão Pré-Pago (VTM) 0,38%
Cartão de Crédito Internacional 6,38%
Remessa para o Exterior (envio ou recebimento) 1,10%

Dependendo da forma de pagamento que você utilizar, o IOF pode ser uma taxa bem menor do que para as outras opções. Por isso, é importante ficar atento e incluir esse valor no planejamento de sua viagem.

O que é dólar paralelo?

Muitas pessoas buscam formas alternativas de comprar dólar. Por esse motivo, é possível que você já tenha visto algo sobre esse outro tipo de cotação: o dólar paralelo.

Toda moeda americana que é negociada fora de bancos ou de qualquer outra instituição financeira, como casas de câmbio e corretoras, é tratada como esse tipo de dólar.

Como a negociação do dólar paralelo é proibida pelo Banco Central, a compra e a venda de moeda estrangeira fora de locais autorizados não têm qualquer garantia legal.

Quem se sujeita a este tipo de negociação, se expõe a riscos como falsificação, roubos, golpes e outros contratempos. Por isso, é importante ficar atento à instituição onde você comprará dólar e à cotação cobrada pela moeda. Acompanhando as tendências da moeda, é possível negociar no melhor valor, sem se arriscar em uma operação proibida.

O dólar vai subir
ou vai cair?
Veja análise

Dólar vai subir ou cair?

Veja a tendência do dólar hoje

Veja o que analistas acreditam ser a tendência do dólar para os próximos dias.

Análise Técnica

Curto prazoAté 5 dias

Ideal para objetivos imediatos e não emergenciais. Possibilita retornos rápidos para quem pode se dedicar ao mercado durante o dia e aceita correr riscos para ter um lucro maior.

Análise Técnica

Médio prazo5 a 90 dias

Ideal para objetivos em um futuro próximo e que exigem planejamento, como uma reforma na casa. Você não precisa de tanta dedicação e nem de dinheiro rápido.

análise fundamentalista

Longo prazo3 meses a 3 anos

Ideal para grandes objetivos, como comprar um apartamento. O seu dinheiro fica aplicado por mais tempo e sem precisar monitorar com tanta frequência.

Curto prazo1 a 6 dias

Ideal para objetivos imediatos e não emergenciais. Possibilita retornos rápidos para quem pode se dedicar ao mercado durante o dia.

Médio prazo5 a 90 dias

Ideal para objetivos em um futuro próximo e que exigem planejamento, como uma reforma na casa. Você não precisa de tanta dedicação e nem de dinheiro rápido.

Longo prazo3 meses a 3 anos

Ideal para grandes objetivos, como comprar um apartamento. O seu dinheiro fica aplicado por mais tempo e sem precisar monitorar com tanta frequência.

É hora de comprar dólar?
Veja análise

Como investir no dólar

Embora muita gente não saiba, a cotação do dólar não é importante apenas para quem vai viajar ou comprar no exterior. Além da moeda influenciar o preço de diversos itens de consumo do nosso dia a dia, existem pessoas que têm a moeda americana em suas carteiras de investimento.

Mas isso não significa que investidores comprem a moeda em espécie e guardem suas notas até valorizarem. Essa forma de “investimento” não é recomendada.

Quem investe nessa moeda, normalmente, aproveita um ativo conhecido como contrato futuro de dólar. Eles funcionam como acordos de compra ou de venda da moeda para determinado vencimento futuro, a um preço já estabelecido.

Investidores compram estes contratos a uma cotação, esperam sua valorização e o vendem. O lucro vem da diferença da taxa de câmbio.

Entretanto, quando o contrato vence, o investidor não recebe o montante em dólares, mas sim a quantia em reais de acordo com a cotação no momento da compra. Assim, dizemos que o contrato futuro de dólar funciona como uma forma de fixar determinada cotação.

Investir na moeda mais poderosa do mundo é uma excelente oportunidade e uma das escolhas preferidas dos grandes investidores.
Além disso, a Bolsa de Valores é um lugar onde você pode sonhar grande. Veja as melhores oportunidades da Bolsa hoje.
Acesse agora