Toro

Tudo sobre educação financeira pessoal - 6 dicas e um curso gratuito

Capítulo 1

O que é educação financeira?

Você sabe o que é educação financeira? Se você quer ter suas finanças em dia e uma vida mais tranquila, conhecer esse conceito é um dos passos mais importantes. Afinal, a partir dele, você saberá como evitar situações que prejudicam sua saúde financeira.

O objetivo deste artigo é justamente te mostrar a definição exata dessa palavra, a sua importância e, como aplicá-la no seu dia a dia. Veja só:

Segundo a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o conceito de educação financeira é o processo que permite melhorar a compreensão em relação aos produtos e serviços financeiros, se tornando capaz de fazer escolhas bem informadas.

Além disso, a educação financeira também te possibilita ser mais consciente frente às boas oportunidades e aos riscos envolvidos nos mais variados tipos de investimento.

Em resumo, educação financeira é a habilidade de lidar com as finanças de modo que os ganhos possam cobrir todos os gastos, sem comprometer sua qualidade de vida.

Isso significa que quem tem uma boa educação financeira são apenas as pessoas que têm várias cifras no banco? Nada disso. Você vai ver logo mais que isso não tem a ver somente com quanto você tem no bolso agora, mas o que você faz para valorizar o que tem pensando no futuro.

Dessa forma, quem tem uma vida financeira bem educada tem um estilo de vida mais tranquilo e, consequentemente, pode aproveitar melhor as chances de fazer seu dinheiro se multiplicar com segurança e praticidade.

Veja, neste artigo, dicas de educação financeira pessoal e aprenda a cuidar das suas finanças pensando no futuro.

Aprenda a criar o seu futuro com investimentos.

Curso grátis
Capítulo 2

Qual a importância da educação financeira pessoal?

A educação financeira, além dos benefícios que já falamos, pode proporcionar outra vantagem: lidar com seu dinheiro sem ser controlado por ele.

Com ela, você tem mais controle sobre as suas finanças e, consequentemente, uma melhor administração do dinheiro. Assim, fica mais fácil economizar dinheiro para adquirir um imóvel e sair do aluguel, ou ainda, pensar numa aposentadoria mais tranquila ou em uma boa faculdade para seus filhos.

Não é apenas o caminho para aprender a fazer um bom planejamento financeiro, é também a chave para um futuro mais tranquilo e financeiramente confortável.

Ser educado financeiramente é poder honrar todos os compromissos do dia a dia (contas de luz, telefone, água, aluguel, combustível, supermercado, etc). E ainda sim ter condições de fazer atividades prazerosas com pessoas queridas, como ir ao cinema, viajar, jantar fora, e curtir um happy hour com colegas de trabalho, por exemplo.

Enfim, os benefícios são muitos e variados, mas podemos resumir tudo em uma coisa só: qualidade de vida. Não só para você, mas para a sua família também.

Preso na poupança? Aprenda a encontrar o melhor investimento.

Assista grátis
Capítulo 3

Curso de educação financeira gratuito

Você pode estar pensando: falar é muito fácil, difícil é fazer. Todo o discurso sobre as vantagens de ter uma boa educação financeira realmente cai por terra se ele não é colocado na prática.

Mas como utilizar uma ferramenta sem saber primeiro como ela funciona? Por isso, o primeiro passo rumo à sua independência financeira tem que ser o estudo. Isso não significa que você precisa de uma diploma em Economia. E sim que é necessário aprender os principais fundamentos da educação financeira antes de colocar a mão na massa.

Onde então aprender sobre esse tema? Muitas pessoas já desistem por aqui, pensando que vão precisar gastar dinheiro para então aprender a cuidar dele. Mas não se preocupe.

É possível encontrar materiais ricos sobre o assunto sem precisar pagar nada por isso. Muitos sites, blogs e portais oferecem conteúdo de qualidade totalmente de graça.

Mas aqui vai um aviso: sempre consuma informações de fontes muito confiáveis. Nada de acreditar em qualquer guru da internet. Infelizmente, existem muitas pessoas por aí vendendo um sonho inalcançável, prometendo resultados impossíveis. Não caia nessa.

Quando vir alguma oferta boa demais para ser verdade, desconfie. Profissionais sérios não fazem promessas vazias. Muito pelo contrário. Especialistas de verdade entendem as limitações e os desafios da
educação financeira e, portanto, agem com os pés no chão.

Se você deseja fazer um curso de educação financeira gratuito, criado por quem realmente entende do assunto, eis aqui uma boa oportunidade. Na Toro, você pode fazer um curso grátis sobre como tomar as rédeas da situação e criar seu futuro.

A grande verdade é que ninguém melhor do que você sabe o que realmente é importante na sua vida ou onde você quer chegar nos próximos 5 anos. E por isso você deve assumir a missão de criar o seu próprio futuro.

Aprenda a criar o
seu futuro com investimentos
Veja o curso grátis

Capítulo 4

6 dicas de educação financeira

Você pode até estar pensando que este é apenas mais um daqueles artigos que sugerem mudanças drásticas, difíceis demais de colocar em prática. Mas pode ter certeza que não é. Você vai ver a seguir que mudar seus hábitos financeiros não precisa ser um pesadelo.

Confira, então, 6 dicas de educação financeira para colocar suas finanças pessoais nos trilhos sem ter que abrir mão de tudo que gosta:

1) Entender a importância do controle financeiro

Você sabe quanto gasta mensalmente no supermercado? Ou quanto paga na conta do barzinho toda semana? Acha difícil dizer assim de cabeça? Pois saiba que esses e outros gastos precisam estar bem claros para você.

É essencial saber quanto você ganha e onde mais gasta. Assim fica bem mais fácil encontrar formas de economizar, tanto nas finanças pessoais quanto no controle financeiro familiar.

2) Saber a diferença entre preço e valor

Uma viagem com a família, por exemplo, é uma experiência que não tem preço. Já um sapato de grife, pode receber elogios num primeiro momento, mas logo perde o glamour, antes mesmo de você terminar de pagá-lo.

Muitas pessoas dão valor a coisas só pelo status que elas representam. Mas saiba diferenciar os custos desnecessários daqueles que realmente valem a pena.

Por isso, lembre-se de valorizar o que importa de verdade. Em vez de gastar R$500 na academia mais bombada da cidade, que tal malhar os mesmos músculos em uma mais em conta (com bons profissionais) e utilizar o restante para construir uma reserva de emergência?

No futuro, além de ficar mais saudável, você ainda terá dinheiro caso algum imprevisto aconteça. Vale muito mais a pena, concorda?

3) Aprender a economizar

Esta dica tem tudo a ver com o que acabamos de falar logo aqui em cima: construir uma reserva de emergência. Saber economizar pode parecer uma tarefa simples, mas nem todo mundo faz isso da forma correta.

Pensou em economizar só o que sobra no fim do mês? Nem pensar. Sejamos honestos: essa ideia não funciona na prática, porque a maioria das pessoas chega no fim do mês com o orçamento apertado.

O melhor a se fazer é poupar assim que o salário cai na conta. Pode começar com 10% do que ganha, por exemplo, e ir aumentando conforme suas possibilidades.

Mas não deixe esse dinheiro parado em um cofrinho ou na Poupança. O melhor caminho é investir em opções seguras e mais rentáveis, ok?

4) Evitar as dívidas

Esta dica parece óbvia, mas não é. Quem tem dívidas também pode começar a ter um controle financeiro pessoal bem feito, afinal só assim ficará livre dos débitos.

Dívidas, muitas vezes, são sinônimos de juros altos e provocam um efeito “bola de neve”, ou seja, são a ruína de um planejamento financeiro.

Quem não tem dívidas, mas não cuida bem das finanças pessoais, também deve ficar de olho. Para ficar com crédito restrito na praça, acredite, pouco custa. Por isso, tome muito cuidado ao utilizar o cartão de crédito e pague todas as contas em dia.

5) Ter planejamento financeiro

Desenvolver um bom planejamento financeiro também é uma ótima dica. Veja bem, não estamos falando apenas de economizar e controlar as finanças. Vai muito além disso.

Um bom planejamento financeiro está ligado a todas as decisões que você toma na vida. Seja sair da casa dos pais, trocar o carro, fazer uma viagem de férias, mudar de cidade, se casar, ter filhos, se aposentar, etc.

Ou seja, quando você se planeja, uma mudança ganha chances muito maiores de dar certo. É claro que algo imprevisto pode acontecer e você vai precisar se decidir às pressas. Mesmo se for esse o caso, você pode conseguir lidar muito melhor com a questão se estiver com seu planejamento financeiro em dia.

6) Aprender a investir bem

Como dissemos, deixar o dinheiro poupado parado no cofrinho ou na Poupança não é o melhor caminho. Muitas pessoas acabam aceitando essas opções por comodidade, medo ou falta de informação. Mas saiba que hoje em dia está muito mais fácil encontrar alternativas seguras e rentáveis para valorizar suas economias.

Investir bem não significa ter milhões na conta corrente, e sim conhecer várias opções disponíveis no mercado e escolher as melhores de acordo
com o seu perfil e objetivos.

Engana-se quem pensa que investir de forma inteligente é exclusividade de poucos. Você também pode alcançar o sucesso nos investimentos. Que tal aprender agora como tomar as rédeas da situação?

Aprenda a investir melhor e invista em você.

Comece agora
Capítulo 5

Educação financeira e investimentos: qual a ligação?

Já demos um spoiler ali em cima, percebeu? Investir é um passo importante na busca por maior equilíbrio do seu bolso. Dessa forma, a educação financeira é um caminho natural para os investimentos.

Afinal, se você quer garantir um futuro tranquilo para você e para as pessoas que você ama, nada mais justo do que correr atrás disso da forma mais inteligente e estratégica possível. Veja bem, você pode passar a vida toda gastando o que não tem e torcendo para ganhar uma fortuna na loteria. Mas você sabe que as chances disso acontecer são bem pequenas, certo?

Então, que tal agir de uma maneira bem mais produtiva e se organizar para ter um futuro promissor sem depender da sorte? É isso que a educação financeira aliada a bons investimentos podem te proporcionar.

Isso não significa que você precisa deixar de sair no fim de semana ou comprar uma roupa nova. Você pode continuar fazendo tudo isso, desde que seja de uma forma planejada.

Saber tomar decisões financeiras acertadas parece coisa de especialista em Economia? Nada disso, você também pode tomar as rédeas do seu futuro. E um ótimo caminho para isso é aprender a investir mais e melhor.

Hoje, saber investir no lugar e no momento certos não é mais exclusividade de profissionais do mercado. Você também pode poupar e multiplicar seu dinheiro, sabia? Vamos pensar um momento. Se você fosse investir suas economias hoje:

Se você consegue responder algumas destas perguntas, mas ainda tem dúvidas em outras, sem problemas. Na Toro, você pode encontrar as melhores oportunidades de investimentos com retorno muito maior que a Poupança e sem ter que abrir mão de segurança.

O mais legal é que você pode comparar o desempenho da caderneta com outras opções mais interessantes. É só falar quanto você quer investir e por quanto tempo pretende manter esse investimento. Aí nós vamos buscar as melhores oportunidades disponíveis no mercado de acordo com o que você deseja.

Compare todos os investimentos e escolha
o melhor.

Simule grátis
Capítulo 6

Qual a relevância da educação financeira nas escolas?

Infelizmente, educação financeira ainda não é uma disciplina oficial que se aprende na escola. Portanto, cabe aos pais e outros familiares a tarefa de ensinar como lidar com o dinheiro desde cedo.

A boa notícia é que existem estratégias simples que podem contribuir muito para o desenvolvimento de
uma consciência financeira nas crianças.

Você pode, por exemplo, determinar um valor de mesada e ensinar como os pequenos podem distribuir esse dinheiro ao longo do mês. Nessa hora, é importante ensinar a criar categorias para os gastos, como uma parte para lanches, outra para o fim de semana, outra para um presente no fim do ano e assim por diante.

Por mais que sejam quantias pequenas e que, por muitas vezes, seja necessário complementar para comprar algo que a criança realmente queira, o objetivo maior não é esse. O mais importante é mostrar para as crianças que é preciso ter responsabilidade com o dinheiro.

Isso fará com que elas cresçam conscientes de que é necessário ter equilíbrio com as finanças pessoais. Os ganhos que essas atitudes podem proporcionar na vida delas é incalculável, principalmente, considerando o fato de que muitos jovens se endividam porque as famílias não valorizam esse ensinamento como deveriam.

E é exatamente sobre isso que vamos conversar no próximo capítulo.

Assuma o poder de criar
o seu futuro.

Assista o curso grátis
Capítulo 7

A importância da educação financeira para os jovens

Os jovens também não podem ficar de fora. Mesmo que já tenham passado da fase da infância, é importante que eles também conheçam os conceitos da educação financeira. Aliás, para eles o ensino pode ser ainda mais eficiente, aprendendo também sobre investimentos.

Muitos jovens vivem a mesma experiência e se endividam cedo: arrumam um emprego ou estágio, abrem uma conta corrente e têm acesso ao terror das finanças: o cartão de crédito e o cheque especial.

Como eles costumam não ter muita noção de como utilizar o cartão, acabam fazendo compras bem acima do orçamento e aí você sabe o que acontece com quem atrasa a fatura do cartão de crédito, não é? Os juros não perdoam. Em muitos casos, a fatura chega a um ponto que é impossível de ser paga.

Dessa forma, é importante educar os mais jovens mostrando que é possível fazer um planejamento financeiro para realizar investimentos com objetivos específicos, como comprar um celular novo, sair da casa dos pais e até mesmo comprar seu primeiro carro.

Como os jovens também estão muito preocupados com seu futuro profissional, esse pode ser outro incentivo para que eles sejam mais responsáveis com o dinheiro.

Assim sendo, eles podem organizar sua vida financeira para fazer uma pós-graduação, um curso de línguas e até mesmo um intercâmbio fora do país. Afinal, economizar para investir em conhecimento também é uma ótima ideia.

Se você também quer aprender muito mais, especialmente sobre como valorizar seu dinheiro, eis uma boa notícia: você pode fazer cursos gratuitos quando e onde estiver.

Quer saber como? É simples: na Toro, você pode assistir vídeos sobre investimentos e aprender a colocar em prática todo esse conhecimento.

Aprenda a investir melhor e invista em você.
Assista agora

Capítulo 8

Qual a importância da educação financeira na família?

Um dos principais locais de aprendizado de uma pessoa, independentemente da idade, é dentro de casa. Portanto, é uma excelente oportunidade para ensinar a quem você mais ama como fazer um bom controle financeiro. Para cuidar do orçamento familiar, você pode sugerir algumas mudanças, como por exemplo:

De olho nos preços

preços

Fazer uma pesquisa de preços antes de comprar um presente.

Barato com qualidade

qualidade

Buscar marcas similares e mais baratas no supermercado.

Gastos em queda

educação financeira

Cortar gastos desnecessários, como canais da TV a cabo que ninguém assiste.

Diversão sem custos

finanças pessoais

Aproveitar a programação cultural gratuita da cidade aos finais de semana.

Foco no que importa

controle financeiro

Ter objetivos que envolvam toda a família, como uma viagem de férias.

Você também pode mostrar os principais benefícios da educação financeira para a vida de cada um e também para a família como um todo. Por exemplo, é possível ensinar aos filhos pequenos o valor de cada centavo que é ganho.

Aos jovens, dá para mostrar como administrar o dinheiro e controlar os desejos de consumo que fervem nessa idade. E para os mais velhos, também é possível ensinar muita coisa, especialmente para ter uma aposentadoria tranquila.

Passar esses ensinamentos para toda a família pode parecer uma tarefa complicada, mas há uma estratégia imbatível que você pode usar a partir de hoje: o exemplo.

Esse é o maior incentivo que pode existir. Quando eles começarem a enxergar os benefícios que a educação financeira proporcionou na sua vida, certamente vão querer seguir seus passos.

Você poderá mostrar o passo a passo de toda a estratégia de educação financeira, como fazer um bom controle financeiro, poupar dinheiro e, principalmente, investir de forma inteligente.

Com o tempo, todos os membros da sua família estarão preparados para cuidar das próprias finanças e poderão aproveitar os benefícios que esse aprendizado proporciona a uma pessoa e a todos que convivem com ela.

Afinal, a educação financeira é um excelente caminho para conquistar todos os seus sonhos. E tirar seus sonhos do papel pode estar mais perto do que você imagina. Aprenda não apenas a controlar suas finanças pessoais, mas descubra como valorizar suas economias fazendo bons investimentos e construir um futuro promissor.

Aprenda a criar o seu futuro com investimentos.

Curso grátis
Capítulo 9

Reeducação financeira: comece agora

Como falamos, a educação financeira não é um conceito ainda muito difundido no Brasil. Por mais que muitas pessoas tenham ouvido falar sobre essa palavra vez ou outra, o percentual de brasileiros que a colocam em prática ainda é muito pequeno.

A maioria das pessoas realmente conhece os conceitos da educação financeira quando está endividada e busca formas de sair dessa situação. Ou então quando se percebe a necessidade de mudança de vida em busca de um futuro melhor.

Muitas pessoas precisam fazer uma reeducação financeira para abrir mão de hábitos ruins e assumir atitudes que favorecem um bom controle financeiro.

Algo muito parecido acontece com a prática de exercícios físicos. No início, é mais difícil ter vontade de sair de casa e ir à academia. Mas quando os resultados começam a aparecer, você se sente mais confiante para continuar nesse caminho vencedor.

Com a reeducação financeira, a lógica é a mesma. No começo, você pode ter preguiça de contabilizar tudo que entra e sai da sua conta. E também pode perder a motivação de estudar sobre finanças pessoais e como cuidar melhor do seu bolso.

Quando os bons resultados desse esforço começarem a aparecer, você terá a determinação necessária para manter os novos hábitos. É nessas horas que você sentirá orgulho de conseguir trocar o carro, ou levar a família para viajar, ou comprar um imóvel sem ter que se atolar em dívidas.

Muito pelo contrário, você vai ver essa reeducação financeira funcionando na prática. Surgiu interesse em fazer parte do time de quem sabe valorizar o próprio dinheiro? Na Toro, você aprende a investir e pode tomar boas decisões para construir um futuro promissor. Invista no seu maior patrimônio: você.

Aprenda a investir e crie o seu futuro.
Assista curso grátis

Capítulo 10

Dúvidas frequentes sobre educação financeira

Quer aprender ainda mais sobre o tema? Veja a seguir perguntas muito comuns sobre educação financeira e tire suas dúvidas.

Educação financeira é uma forma de cuidar das finanças pessoais e familiares com equilíbrio, estratégia e visão de futuro.

O primeiro passo é saber exatamente quanto se ganha e quanto se gasta no mês. A segunda etapa é buscar pontos possíveis para economizar e definir um percentual para poupar mensalmente. Daí em diante, é manter os bons hábitos e buscar opções para investir, valorizando o dinheiro poupado.

Educação financeira e qualidade de vida têm tudo a ver. Com as finanças em dia, é possível ter mais liberdade para realizar sonhos. Qualidade de vida não necessariamente significa ter milhões no banco, mas sim poder viver com tranquilidade e sem abrir mão do que gosta por causa de problemas financeiros.

Hoje em dia, é possível aprender sobre educação financeira gratuitamente, tudo isso graças à internet. Diversos sites, blogs e portais dão dicas importantes sobre o assunto.

Também é possível assistir aulas em vídeo sem pagar nada. O mais importante é buscar fontes confiáveis de informação, com pessoas que realmente são experts no assunto.

Um planejamento financeiro eficiente começa com a definição de objetivos. Determine onde quer chegar e em quanto tempo pretende chegar lá. Com isso em mente, o planejamento financeiro será o caminho pelo qual você vai seguir em busca desses resultados.

Saber equilibrar as finanças pessoais e o orçamento da família não é tarefa exclusivamente masculina. As mulheres também podem (e devem) saber como controlar os gastos e economizar para investir.

Dessa forma, elas podem alcançar a independência financeira e aproveitar oportunidades de crescimento pessoal e profissional.

O principal ponto de um bom controle de gastos é definir prioridades, estabelecendo quais gastos são realmente necessários e quais podem ficar em segundo plano.

Uma boa ideia é determinar quantias específicas no mês para cada categoria de gastos, como alimentação, transporte, lazer, roupas, supermercado, entre outras.

O controle de gastos pessoais pode ser o primeiro passo para realizar sonhos. Equilibrar as finanças, sabendo controlar quanto entra e quanto sai do seu bolso, é uma parte importante para atingir objetivos, como por exemplo sair do aluguel, viajar para fora do país ou fazer um curso de aperfeiçoamento.

Como escrever o seu futuro? Descubra as 3
leis universais.

Veja agora